Start-It Marketing Digital -Parceria entre o Google e o WordPress aumentará o desempenho de sites - Start-It Marketing Digital Marketing Digital - Especializada em Agencia de Eventos na Criação de Sites e HotSites

Parceria entre o Google e o WordPress aumentará o desempenho de sites

A gigante das buscas firma uma parceria com o time de desenvolvimento do WordPress. O foco é acelerar o suporte às últimas tecnologias web, em especial todas que envolvem aumento no desempenho e o uso em dispositivos móveis. E eles estão contratando especialistas no CMS.

O gigante das buscas Google investiu pesado nos últimos anos para moldar a arquitetura da Internet. Logo, parcerias com desenvolvedores, comunidades de código aberto e especialistas em otimização de sistemas de busca (SEO) tem sido feitas para a adoção de tecnologias e práticas, de forma que a sua missão, de “contribuir para o aperfeiçoamento de uma web saudável, florescente e vibrante”

Recentemente, o Google firmou uma parceria com o WordPress, o maior Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) da atualidade. O WordPress detém 59% do mercado de CMS, e estima-se que 29% de todo o conteúdo publicado na Web esteja sendo gerenciado por este CMS.

Breve histórico

O foco principal do Google é o desempenho. Por exemplo, foi anunciado que a partir de julho de 2018, o desempenho de um site será contabilizado na classificação de um site feita pelo sistema de buscas. Logo, sites que abrirem mais rápido estarão em melhores posições.

Isto significa que, se você fizer uma busca em um dispositivo móvel, o desempenho do mesmo nesse ambiente impactará na classificação do site. Podemos entender que um site poderá ser classificado, dentro do Google de formas diferentes, dependendo do meio usado para o acesso.

Conforme as pesquisas que o Google tem realizado, nota-se o contínuo crescimento das buscas sendo feitas em dispositivos móveis. Por isso, o gigante das buscas tem aumentado sua ênfase em dispositivos móveis e velocidade.

Em 2015 o Google lançou o projeto Accelerated Mobile Page (AMP), propondo novos padrões junto às comunidades de código aberto, trabalhando com desenvolvedores de plug-ins e provendo recursos para que grandes portais da Internet possam implementar essa tecnologia. Mesmo assim, a adoção tem sido tímida: menos de 1% dos sites implementaram esse recurso.

O projeto AMP é uma iniciativa de código aberto com o objetivo de criar uma Web melhor para todos. O projeto possibilita a criação de websites e anúncios rápidos, atraentes e de alto desempenho em vários dispositivos e plataformas de distribuição.

O Google decidiu então que uma parceria com o WordPress, usado em 29% de todos os sites do mundo, seria mais eficiente, no seu objetivo de termos uma web melhor, mais rápida e mais completa.

Entra o WordPress

O Google participou do WordCamp US, um dos maiores eventos para desenvolvedores WordPress dos EUA. Nesse evento, foi exposta uma falha fundamental desse famoso CMS: seu desempenho baixo nas medições de velocidade e carregamento de página em comparação com sites que não são baseados em WordPress.

Não é segredo que o WordPress é flexível, completo, cheio de recursos… Mas não é rápido. Além de sofrer do mal que acomete todo líder de mercado: Ele acaba sendo o alvo a ser abatido, a meta a ser ultrapassada. Problemas com inchaço no código, de segurança e de performance acometem o CMS. Recentemente, várias mudanças no núcleo do WordPress permitiram melhorias, mas ele ainda perde para outros CMS em termos de performance.

E o que virá dessa parceria?

O Google está aumentando o seu time de engenharia alocado para trabalhar com o WordPress. Isto significa que o gigante das buscas está contratando especialistas em WordPress. As perspectivas são: aumento de performance e também trazer mais rapidamente para o ecossistema do WordPress os padrões atuais de experiência na web, lançando mão de tecnologias como os Progressive Web Apps (PWA).

Esta visão do Google se encaixa com a mensagem trazida por muitos que trabalham ativamente em sites na plataforma WordPress. Algumas tentativas foram feitas anteriormente, inclusive pela Mozilla, mas falharam. Tudo leva a crer que agora há uma melhor chance disso acontecer, e é possível especular que funcionalidades como o AMP será acrescentado no futuro ao núcleo do WordPress. E assim, todos ganham com uma Web mais rápida, mais responsiva e mais eficiente.

Fonte: https://searchengineland.com/need-speed-google-dedicates-engineering-team-accelerate-development-wordpress-ecosystem-291214

Posts Relacionados

Como reforçar a segurança do meu site em WordPress...
visualizações 235
As tentativas de invasões são inúmeras e diversas, a cada segundo são milhares de tentativas de contaminar um site da internet. Você sabe o que est...
Como alterar o URL Admin do WordPress o famoso wp-...
visualizações 378
Continuando nossa serie falando de segurança no WordPress, hoje vamos falar de como alterar o URL Admin do WordPress o famoso wp-admin. Já Falamos:...
Sites seguros e classificados tem mais relevâncias...
visualizações 239
O Google e Microsoft, cada vez mais priorizam a qualidade dos sites, na relevância para o usuário, quanto na sua segurança. Para isso eles fazem diver...
Use hashtags e consiga melhores resultados
visualizações 276
As hashtags tomaram conta das postagens de toda a internet. São o start para conversas e temas de assuntos e estão presentes em praticamente todas as ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *